Subtração

Stefano Riva

Em exibição

22/09/2022
→ 18/11/2022

SUBTRAÇÃO, título da exposição, coloca sob suspeita a ambiguidade entre a abstração e a representação.

As obras de Stefano Riva assentam em coordenadas espaciais e cromáticas que, desde logo, as instauram como realidades em si mesmas. São composições-possibilidade, são espacialidades por vir.

Não seria necessário dizer-se que as suas obras são constituídas de matéria e fisicalidade, mesmo quando não querem ser construção. Ou que os seus questionamentos procuram no plasticismo figurativo fazer incursões no campo da arquitetura.

É, pois, através da experimentação da forma, das potencialidades cromáticas, da sobreposição de camadas de papel que desafiam a transparência e prometem a tridimensionalidade ou de pinceladas de tinta espessa que denotam diferentes tempos de atuação sobre a pintura, que Stefano Riva faz um caminho de permanente subtração e depuração.

Ao invés de um entendimento do espaço como projeto, Riva faz da segregação do espaço o próprio processo, seja por via do espaço real e absoluto ou da ambição pela natureza ideal e subjetiva.

Subtração poderá consistir em ficar detido no exercício inconformado de depuração, na procura da possibilidade, ou quiçá, na perscrutação da liberdade.

-texto de Soraia Fernandes-

Bio

Stefano Riva nasce em Itália em 1969.

Estuda no Instituto de Arte de Monza, onde inicia a sua formação artística, licencia-se em arquitetura no Politécnico de Milão.

Desde 1994 vive em Lisboa, onde abre o próprio atelier de arquitetura em 2003.

A par da sua atividade enquanto arquiteto, vem desenvolvendo a sua atividade artística, essencialmente na produção de obras bidimensionais, quase sempre com o papel como suporte.

Terá agora na Galeria Antecâmara a sua primeira exposição individual.